Técnicas teatrais ensinam flexibilidade para lidar no ambiente corporativo

“Você, com certeza, já deve ter lidado com alguma situação desconfortável no ambiente de trabalho. Saiba que, para seu alívio, a maioria dos profissionais também. Se você é chefe de alguma equipe, muitas vezes deve ter se irritado com falta de comprometimento e resultados de algum integrante: provavelmente se estressou e ficou tenso ao chamar a atenção do colaborador em questão, e estragou o humor nesse dia. Já se você é subordinado, deve ter passado por constrangimentos ou aborrecimentos corporativos que envolvem competição acirrada, inveja dos colegas, falta de reconhecimento, chamadas de atenção que considerou injustas, fofocas, intrigas, enfim – a lista é extensa.

Nessas horas de dificuldade, lembra-se de como agiu para sair ou contornar a situação? Pois é, algumas pessoas lidam com facilidade com a ocasião, outras se retraem e não conseguem se expressar direito – é onde surge o ruído da comunicação. Outras, ainda, explodem de alguma forma, perdendo a paciência, a razão e até chorando copiosamente como forma de desabafar.

Felizmente uma das soluções para esse problema é simples, já existe e está ao alcance de todos os degraus hierárquicos. Estudiosos do comportamento humano descobriram que as técnicas teatrais podem ajudar muito a lidar com isso.

A coach, consultora, atriz e psicodramista Reginah Araújo é uma delas. Autora do livro “A arte de pagar micos e king kongs – Viver sem culpa (Ed. Qualitymark)”, ela afirma que as empresas buscam profissionais que saibam desempenhar seus papéis de forma adequada, utilizando máscaras para cada ocasião.

“O teatro ajuda a utilizar máscaras diferentes, dependendo da situação, e sem ser hipócrita. Usar máscaras não é perder a personalidade, é ser adaptável, flexível. Saber ter postura na empresa, por exemplo, mas não usar a mesma rigidez, necessária na empresa, em casa. Eu, por exemplo, sou uma Regina como consultora e coaching e outra Regina como mãe, outra como professora e outra ainda como esposa. Nem dá para ser igual, porque cada situação pede uma postura diferente. Se for igual, ninguém vai aguentar”, explica.”


(Tatiana Aude – Newsletter Carreira e Sucesso Catho – 369ª Edição)

Se a moda pega… haja máscara para cada situação! Opinião da Naira? Bem, se  a implantação do programa for pelo bem do ambiente do trabalho e desde que muuuuuito bem orientado, e os colaboradores não se tornem “atores” profissionais (sempre têm aqueles mais propensos às ceninhas) e ninguém saia prejudicado, é válido! Complicado será saber se seu colega está atuando ou não naquela confraternização de final de ano. Será que temos o pleno domínio sobre nossa mente a ponto de usar as máscaras apenas em algumas situações? Como vai ficar a relação de confiança entre as pessoas?

Enfim, só me resta desejar boa sorte aos novos adeptos, fico na torcida para que esta ferramenta renda muitos e bons frutos!

🙂

0 Responses to “Técnicas teatrais ensinam flexibilidade para lidar no ambiente corporativo”



  1. Deixe um comentário

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




abril 2009
D S T Q Q S S
    maio »
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930  

Atualizações Twitter

Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.

Del.icio.us

Flickr

Itacaré

Mais fotos

%d blogueiros gostam disto: