Considerações sobre o Encontro sobre Sustentabilidade com Peter Senge

Quem assistiu à palestra pela transmissão ao vivo do site do Banco Real, viu que Peter Senge não é “o cara” à toa. Sua oratória e seu domínio nos argumentos são de gente grande.

Primeiro, que em pleno “Encontro de Sustentabilidade”, ele chega dizendo que odeia essa palavra, e nem uma nem duas vezes, foram vários ataques, rs. Bom, ele pode. E ele está certo. Esta foi uma palavra que caiu na boca do povo indiscriminadamente, e acabou perdendo seu sentido.

Para bancar a empresa ecologicamente correta, qualquer empresa hoje em dia usa esta palavra. Basta comprar os lindos lixos coloridos para reciclagem e a empresa já se diz sustentável. É ou não é?

Bem, Peter Senge condenou esta prática, e emendou que as lideranças emergentes são atualmente as responsáveis pelo que chamou de resgate do sentido da sustentabilidade. Usou o termo empregado em seu livro “As 5 Disciplinas de Peter Senge”, o pensamento sistêmico, e defendeu que este é um processo desafiador e logicamente, com frutos a longo prazo.

E por falar em frutos a longo prazo, Peter Senge comentou bastante sobre os fatores climáticos em que o mundo se encontra, citou os países  pouco (e falsamente) engajados com o problema, a falta de visão a longo prazo das superpotências (argh, só pra constar!) – eu estava adorando, porém o pessoal do chat já estava perdendo a paciência – mas depois de um tempo voltou ao assunto com âmbito corporativo, que era o que o pessoal queria ouvir. Não sei, parece-me que esperavam por uma palestra sobre a Quinta Disciplina, mas ele estava ali para falar em Sustentabilidade, todos deveriam saber que o foco não era completamente corporativo, mas enfim…

O que ele quis dizer, em minha opinião, é que Sustentabilidade começa por nós mesmos, em todos os sentidos: Econômico, Político, Social e Ecologicamente. De nada (ou pouco) adianta reciclar o seu lixo sem reduzí-lo. São nossas atitudes primárias que desencadeiam outros fatores (lembrei-me da Teoria do Caos na hora!), que por si próprios, atendem às nossas vontades e necessidades em colaborar e principalmente, ao mundo. A partir do momento em que nós nos conscientizamos de que o problema é GRAVE, e nos deixamos APRENDER com nossas ações, vamos cobrar, até subjetivamente, mas vamos. Exemplo econo-político-sócio-ecológico: Quantos produtos vocês vêem nas prateleiras dos supermercados cujas superproduções das embalagens são extremamente desnecessárias? Vai tudo para o lixo mesmo! Mas não, o produto tem que aparecer, custe o que custar. E a empresa produz e o povo compra, quem vai se lembrar de ser sustentável, diante daquela belezura de produto?

Lembro-me de um comentário sobre a “Pegada Ecológica”, ou seja, o tamanho do rastro que cada um deixa no planeta pra manter seus “privilégios”. Mandou bem.

Enfim, ele falou sobre tudo isso, e depois exibiu um vídeo, assistam:

O que ele quis dizer com isso? Simples. Tomando aldeias como base de estudo, verificou-se que as mulheres gastam dinheiro em prol da comunidade. Porém, pesquisas mostram que 75 a 85% da verba destinada aos programas de auxílio a pobreza, é gasta com meninos. O que a campanha quer não é responsabilizar a mulher pela fome e miséria no mundo, e sim, sugerir a desproporcionalidade de dinheiro gasto entre meninos e meninas, e segundo o projeto, dentro de outras perspectivas de vida, as adolescentes poderiam ter outras oportunidades, e o mundo ganharia muito também com sua participação como responsáveis pelas redes sociais.

Peter Senge é polêmico e um pouco criticado por suas teorias de certa forma um pouco utópicas. Aqui estou expondo a mensagem que ele quis difundir durante a palestra toda, que por sinal, não foi nenhuma novidade para quem conhece seu trabalho e se interessa pelo meio ambiente.

Além disto, ele finaliza: “Como é que vocês realmente querem viver?” . “Qual é realmente o mundo que vocês querem deixar para seus filhos e netos?”. Bem-estar social é o segredo para destravar nossas emoções. Nós somos a mudança, ninguém mais. E eu continuo sendo fã dele.

Assistam à palestra na íntegra – através da Internet Explorer – acessando as versões:

Em português

Em inglês

Um abraço!

Anúncios

0 Responses to “Considerações sobre o Encontro sobre Sustentabilidade com Peter Senge”



  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




junho 2009
D S T Q Q S S
« maio   jul »
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930  

Atualizações Twitter

Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.

Del.icio.us

Flickr

Itacaré

Mais fotos

%d blogueiros gostam disto: